Dez hospitais vão beneficiar de 91 milhões de euros de investimento ao longo dos próximos três anos, sendo que uma parte desse financiamento é oriunda de fundos comunitários.

De acordo com o Programa de Investimentos na Área da Saúde (PIAS), aprovado em Conselho de Ministros, pretende-se alavancar o investimento, a recuperação e a melhoria de infraestruturas e equipamentos do setor da saúde. Em simultâneo, é assegurada a melhoria da rede e a expansão da atual capacidade instalada do Serviço Nacional de Saúde.

O PIAS é financiado por verbas do Orçamento de Estado (69,3 milhões de euros) e, sempre que aplicável, por fundos europeus (21,3 milhões de euros), repartidos por 2019, 2020 e 2021.

Entre os investimentos previstos encontram-se a aquisição de aceleradores lineares para radioterapia, a requalificação de instalações e equipamentos e projetos com vista à eficiência energética. Caberá aos hospitais realizar as ações necessárias à concretização célere destes investimentos.

Beneficiam do investimento os hospitais o Centro Hospitalar Tondela/Viseu, o Centro Hospitalar Barreiro/Montijo, o Centro Hospitalar Póvoa Varzim/ Vila do Conde, o Centro Hospitalar Trás-os-Montes e Alto Douro, o Centro Hospitalar do Médio Ave, o Centro Hospitalar do Baixo Vouga, o Centro Hospitalar de Lisboa Norte, o Centro Hospitalar de Setúbal, o IPO de Coimbra e o Hospital das Forças Armadas.

Comments are closed.