O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lançou o Projeto H2 – Humanizar o Hospital, cujo objetivo é sensibilizar para a humanização da relação entre doentes e profissionais de saúde.
Pretende-se, assim, para a importância da adoção de uma cultura centrada no respeito pela pessoa doente e de quem dela cuida. O projeto funcionará também como “um incentivo a um trabalho colaborativo que envolva profissionais de saúde, doentes e seus familiares”, explica o hospital.

Segundo João Pedroso de Lima, responsável pelo projeto, pretende-se minorar constrangimentos como as limitações financeiras e a desumanização introduzida pelo predomínio da tecnologia. A relação entre médico e doente reveste-se de uma natureza cada vez mais tecnológica, mas “a relação de confiança a estabelecer com a pessoa doente, através de uma eficaz capacidade de comunicação, de respeito, e de empatia, exigem um contacto humano que, naturalmente, a tecnologia não pode disponibilizar”, salienta.

A “prestação integrada e coordenada dos cuidados de saúde, assumida de uma forma holística e centrada no doente” também é, para Pedroso de Lima, uma forma de defender a sustentabilidade financeira do sistema público de saúde.
Para concretizar a atenção no doente, será dada prioridade à competência profissional, às relações entre profissionais e doentes e entre os profissionais e também entre o hospital e a sociedade.
As primeiras linhas de atuação do projeto passam pela preparação de inquéritos de satisfação, a doentes e profissionais, a efetuar em parceria com o Centro de Estudos e Investigação em Saúde da Faculdade de Economia. Encontra-se também em desenvolvimento um programa de formação em comunicação e empatia, com a colaboração do Instituto de Psicologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.

Sensibilização para o ruído

Tratando-se também de uma fonte de desconforto, está previsto o desenvolvimento de ações de sensibilização contra o ruído hospitalar, com a colaboração do ITeCons. Neste âmbito, será feita a medição dos níveis de pressão sonora do ruído ambiente no hospital, de modo a identificar as causas do ruído excessivo. Será ainda feita uma campanha de sensibilização dos profissionais e utentes do hospital, que contempla a adoção de medidas específicas de diminuição do ruído.

Comments are closed.