O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, alertou, durante o Congresso de Nutrição e Alimentação, que terminou a 11 de maio, para o aumento da incidência das doenças crónicas não transmissíveis, destacando o papel dos nutricionistas na promoção de hábitos de vida saudável.

Fernando Araújo recordou que, de acordo com a OMS, 80% das mortes por doenças cardiovasculares e diabetes poderiam ser evitadas com uma «alteração de comportamentos». E que o Governo «tem um papel determinante no apoio aos cidadãos», no sentido de os capacitar para tomarem decisões fundamentadas.

É na promoção da alteração de comportamentos que se enquadra a Estratégia Integrada para a Promoção da Atividade Física (EIPAS), que resulta do envolvimento dos vários Ministérios e diferentes parceiros do setor com vista ao incentivo do consumo alimentar adequado e melhoria do estado nutricional dos portugueses.

Entre as medidas enunciadas, destaque para a redução dos pacotes de açúcar e a alteração da disponibilidade de produtos nas máquinas de vending nas instituições de saúde, com alargamento do leque de opções saudáveis, uma medida que será alargada aos bares e cantinas do SNS a partir do próximo dia 1 de julho, bem como a instalação de bebedouros em espaços públicos pelas autarquias.

Com a indústria também foi já assinado um compromisso de redução em 30 por cento do limitar máximo de sal no pão até 2021, que prevê a atribuição de um selo de excelência às padarias que alcancem já essa meta em 2018.

Mais informação em https://www.sns.gov.pt/noticias/2018/05/11/congresso-de-nutricao-e-alimentacao/

Comments are closed.