Foi criada em Castelo Branco a Rede Integrada de Apoio à Pessoa Idosa (rede PI), um projeto que reúne 12 instituições daquele distrito.

A referida rede envolve a Unidade Local de Saúde de Castelo Branco, a Câmara de Castelo Branco, a Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento, a Procuradoria da Comarca de Castelo Branco, o Instituto de Segurança Social, a Guarda Nacional Republicana, a Polícia de Segurança Pública, a Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco, a Delegação regional de Reinserção do Centro – Equipa da Beira Sul, a Cáritas Interparoquial de Castelo Branco, a Delegação da Cruz Vermelha de Castelo Branco e a AVISO – Associação de Voluntariado à Pessoa Idosa Só.

A rede vai permitir sinalizar, prestar apoio e acompanhamento integrado à pessoa idosa que seja vítima de violência/crime ou se encontre numa situação de vulnerabilidade.

A coordenação da iniciativa cabe à Amato Lusitano, uma associação criada em 1998 cuja missão é promover a igualdade de oportunidades e não discriminação para os grupos de maior risco e vulnerabilidade. A associação, em ligação com o seu Núcleo de Apoio à Vítima, irá promover ações e campanhas de sensibilização, receber as sinalizações, fazer uma avaliação preliminar das situações sinalizadas, desenvolver os instrumentos necessários para o bom funcionamento da rede e também convocar as entidades parceiras para reuniões.

Comments are closed.