A Comissão Europeia lançou uma consulta pública sobre a forma como a Europa deve promover a inovação digital no setor da saúde e dos cuidados, para benefício dos cidadãos e dos sistemas de saúde europeus. A consulta estará ativa até ao dia 12 de outubro.

Os resultados desta consulta deverão contribuir para gerar uma nova política de comunicação, que deve ser adotada até ao final de 2017, de acordo com o anunciado na revisão da estratégia da Comissão para o Mercado Único Digital.

Os três pilares da consulta:

– Acesso seguro dos cidadãos aos seus dados de saúde e a possibilidade de os partilhar além-fronteiras, esclarecendo os direitos dos cidadãos e reforçando a interoperabilidade dos registos de saúde eletrónicos na Europa;

– Conectividade e a partilha de dados e conhecimentos especializados para fazer avançar a investigação, para personalizar a saúde e os cuidados e para antecipar melhor as epidemias;

– Utilização dos serviços digitais para promover a autonomização dos cidadãos e os cuidados integrados e centrados nas pessoas.

A consulta está aberta a cidadãos, organizações de doentes, profissionais de saúde e de cuidados, autoridades públicas, investigadores, indústrias, investidores, seguradoras e utilizadores de ferramentas digitais no domínio da saúde. Para participar basta responder ao inquérito disponível em https://ec.europa.eu/eusurvey/runner/Public_consultation_Transformation_Health_Care_DSM

Em 2014, a Comissão Europeia havia já reconhecido, na sua comunicação sobre sistemas de saúde eficazes, acessíveis e resilientes, a necessidade de empreender reformas nos sistemas de saúde, de modo a garantir a sua sustentabilidade e uma boa relação custo-eficácia.

Comments are closed.